• alziraboechat

DECISÕES PARA UM MUNDO MELHOR PÓS-PANDEMIA ALELUIA!

Atualizado: Jun 5



Bom dia! Dia de sol maravilhoso hoje em Estocolmo! Deus tem sido misericordioso , como sempre é!, conosco: muito sol pra irmos à praia na varanda, sentados/as em frente a janela na parte em que o sol bate, enquanto trabalhamos. Gratidão, Senhor!


E comecei o dia muito bem: bolha rosa para mim e para o Universo(imaginei todo o planeta dentro de uma imeeeeeeeeensa bolha rosa e toda a humanidade junto!)

https://www.theguardian.com/world/2020/apr/08/amsterdam-doughnut-model-mend-post-coronavirus-economy " https://www.facebook.com/285298128253581/posts/2849351048514930/


No WhatsApp da Regina, uma notícia especial, que ela recebeu e pelo texto que veio junto, deve ter sido publicada num blog ou página com comentários(como não havia a fonte, não pude publicar o texto original.)

Mas vou citar algumas pessoas e explicações do texto.

Não sabia o que era doughnut model."A premissa desse olhar é interromper a lógica do crescimento a qualquer custo e atender às necessidades humanas observando os limites do planeta."(Na net há muitas possibilidades de sabermos mais. Vou pesquisar). É paradigma/sistema bem diferente do que rege a economia mundial hoje e uma notícia que nos faz respirar com mais alívio: mudanças já estão acontecendo para atendermos às necessidades/avisos do planeta que nos diz agora claramente:" Parem! Eu não aguento mais!"

O texto cita duas defensoras desse novo conceito econômico:

.a economista Kate Raworth, da Universidade de Oxford,que irá liderar o processo em Amsterdam

.Jacinda Ardern,primeira ministra da Nova Zelândia, que já havia anunciado que "passaria a orientar a economia para a comunidade, conexão cultural e equidade no bem estar" e que "tem recebido elogios internacionais pela maneira como está liderando as decisões durante a pandemia em seu país."

Eu havia lido sobre o posicionamento da empresária brasileira Luiza Trajano, Magazine Luiza, que deu férias remuneradas a funcionários e se reuniu com outros empresários e formadores de opinião, com o propósito de explicar que era possível e bom para a economia tomar essa atitude.

O banco Itaú/Unibanco doou 1 bilhão de reais para serem usados na saúde(foi criada uma organização ligada ao banco para gerir esse trabalho/doação.)

O banco Santander reconheceu ontem publicamente essa atitude; o excelente colunista Elio Gaspari chamou a atenção para o montante doado e disse que imagina que os fundadores desses dois bancos, agora um só, devem estar felizes onde estão agora(Olavo Setúbal e Walther Moreira Salles)

Contou na mesma crônica uma história que nos fala da importância da doação para quem doa; para quem recebe sabemos que é muito importante, mas muitos de nós não sabem porquê/como/onde é importante para quem doa.

Vou falar sobre isso e contar as histórias em outro post, ok?


Gratidão por estarem aqui comigo, queridos/as leitores/as. Sem vocês o blog não existe.

Chuva de bênçãos! Bom dia dentro de bolha cor de rosa de vocês!

Com carinho,

Alzira Maria


https://flipboard.com/topic/housing/amsterdam-to-embrace-doughnut-model-to-mend-post-coronavirus-economy-netherl/a-kUq-GZ0IS-CoeWkXmaZzyQ%3Aa%3A34826211-93b353de03%2Ftheguardian.com



https://www.theguardian.com/world/2020/apr/08/amsterdam-doughnut-model-mend-post-coronavirus-economy " https://www.facebook.com/285298128253581/posts/2849351048514930/

0 visualização
banner-dois.png

© 2019 - created by Fernanda Curcio          |           Política de Privacidade