• alziraboechat

SABE O QUE É PLACEBO? LEMBREI AGORA DE MANHÃ DE ALGUNS EXEMPLOS

Atualizado: Abr 12


Foto: Angela Bittencourt "Janela para o paraíso" Lisboa Portugal


"QUANDO SE PÔDE ABRIR AS JANELAS, AS POÇAS TREMIAM COM OS ÚLTIMOS PINGOS" (Adélia Prado- Dona Doida)

"


Estocolmo, 11/04/2020


Não sou médica, mas gosto muito do conceito de placebo. Uma coisa que li sobre, dentro da medicina, é que o relacionamento do médico com o paciente influi muito no efeito do tratamento que o médico prescreve. Não é incrível?

O tratamento é o correto, por exemplo; o médico fez corretamente o diagnóstico, receitou o remédio ideal para o tratamento.Se houver uma camaradagem/simpatia/confiança entre os dois, a possibilidade de o tratamento fazer 100% efeito é maior do que se , por exemplo, o paciente não confiar no médico.

A ciência está, felizmente, se ocupando cada vez mais dessa parte de nós humanos, o emocional. Já há vários livros sobre esse tema. Deepak Chopra foi um dos pioneiros, falando do mundo quântico e da medicina quântica. Agora há muitos; Joe Dispenza é um deles e escreve muito didaticamente sobre.

Hoje vivi uma situação em que precisei de um placebo.

Ari foi ao supermercado sozinho(que felicidade!). Quando chegou eu fui ajudar a guardar as compras e disse a ele que ia limpar tudo com produto de limpar vidros. Ele disse que não adiantava porque não é forte o bastante; eu disse que queria. Ele explicou novamente e eu então aceitei. Quando ele começou a guardar, eu disse a ele:"Não! Eu vou limpar: Pode não fazer efeito e isso que está me dizendo é racional; mas eu estou falando do emocional: Eu vou limpar e aí eu sei que eu limpei e isso me dá segurança, emocionalmente.

E eu acredito que essa segurança emocional me protege; a imagem do ato de limpar me assegura emocionalmente: -Então eu vou limpar.

E limpei. Ele aceitou e eu fiquei feliz porque apoiei a minha necessidade! Pude reconhecer que precisava, consegui mostrar/explicar minha necessidade e também que não causava dano nem a ele nem a ninguém.


Foto: Alzira Boechat Caminho/parque à beira d´água já reformado


"EU PONHO AS MINHAS INTENÇÕES NO VASTO OCEANO DE TODAS AS POSSIBILIDADES E PERMITO QUE O UNIVERSO REALIZE A OBRA ATRAVÉS DE MIM."

(Deepak Chopra- As Sete Leis Espituais do Sucesso)


Me lembrei de outra situação de vida indiretamente ligada a placebo e diretamente ligada ao espaço quântico.

Fazia um dos muitos cursos de alemão que fiz em Aachen; a professora era movimentada e divertida.Não sei porquê, exatamente nessa época fui para o Brasil e fiquei 1 mês enquanto o curso acontecia.Voltei e fui à aula;fiquei sabendo que o teste de final do curso seria no dia seguinte. Assistindo à aula, ela deu um exercício do tipo que sempre havia na prova;ela recebia a prova no dia, mas esse era um exercício obrigatório na prova: ela lia um texto, os alunos ouviam, entendiam e reproduziam/escreviam o que lembravam.

Ela leu o texto mais de uma vez e eu não entendi nem uma palavra; não me lembro qual era o tema. Disse a ela que não tinha entendido nada.Na saída ela me perguntou se eu iria à aula no dia seguinte para fazer o teste; respondi que sim,porque eu não tinha nada a perder, fosse qual fosse o resultado do meu teste.E fui.

Sentei lá,ela primeiro leu o texto que deveríamos reproduzir(não me lembro se era uma folha de papel à parte, mas acredito que sim.). Quando ela começou, eu nem acreditei! O tema era placebo! Eu ouvi o texto "adivinhando"! Era um tema de que gostava, por isso podia mais ou menos imaginar o que eu não entendesse; assim fiz e consegui entender e escrever algo. Ok.

Ela entregou a prova, bem extensa. Havia sempre um texto para interpretação, com tema diferente do que ela lia para reprodução. Olhando o texto desse teste, pensei: "Bem, o Universo está conspirando ostensivamente a meu favor hoje!"O texto para interpretação era também sobre placebo!!!!!! Fiz também com relativa facilidade essa parte.(Junto com o Universo!)

Passei calmamente para o resto do teste que era gramática. Não havia visto que no verso da folha havia também questões, mas vi a tempo e fiz. Fiz tudo, reli; muitas questões não entendi, mas fiz.Entreguei e fui embora.

Passados uns dias ela veio com os testes para entregar. Foi me entregar o meu e me disse: "Não entendo como você consegue isso!", se referindo ao fato de eu ter acertado bastante.

Eu respondi: "Já te expliquei e te disse para você ler Deepak Chopra que ensina, mas se você não ler, não dá para aprender."

Ela me disse então: " Quando eu vi que o tema era placebo, pensei " Nossa! Esse tema ela vai acertar!"

Ao final do curso, num café com poucas participantes da turma, levei um presente para ela e agradeci o espaço que ela abrira no curso para eu falar sobre esses temas. Gratidão Eu Sou!

Com carinho,

Alzira



7 visualizações
banner-dois.png

© 2019 - created by Fernanda Curcio          |           Política de Privacidade